Painting with John, a nova série de John Lurie

19/1 · Por HBO · Leitura de3 min.

Assista Painting with John, a nova série dirigida e escrita pelo pintor, compositor e diretor americano na qual ele refletirá sobre a vida.

Painting with John, a nova série dirigida e estrelada por John Lurie

John mora em uma pequena ilha no Caribe.

Ele vive uma vida tranquila repleta de momentos alegres, criativos e com grandes ideias. Uma delas: fazer uma série de televisão.

Para a HBO, é claro. Para quem mais poderia ser?

Uma série escrita e dirigida por ele, ocupando o papel principal. Uma série sobre arte, sobre ideias, sobre pintar. Pintar com ele, alguma coisa como um tutorial meditativo e uma conversa tranquila - aparentemente - ao redor da fogueira, ou algo do gênero.

Mas não pense que tudo isso é apenas um sonho: a série existe e poderá ser assistida na HBO a partir de janeiro. Painting with John tem seis episódios onde o músico, ator e artista plástico, sentado à sua mesa de estúdio ou caminhando pelo quintal da sua casa, compartilha conosco suas técnicas de pintura e sua maneira muito original de ver a vida.

Com o tom engraçado e irreverente característico de Lurie, a série é um lembrete de que a vida é mais do que apenas a rotina do dia a dia, e que vale sempre a pena abrir espaço para a criatividade e o lazer.

Mas quem é John Lurie?

Lurie tem uma doença chamada Lyme. Ela é transmitida por um carrapato e causa, entre outras coisas, fortes dores de cabeça e fadiga. Mas apesar dessa enfermidade, John soube e sabe viver uma vida boa.

Nos anos 80 e 90, Lurie foi uma das imagens mais fortes de artista boêmio de Nova York. Era músico, bonitão, brigão e estava “em todas”. Ele tinha, como era de se esperar, amigos interessantes e famosos e trabalhou com eles em vários segmentos artísticos.

John Lurie nasceu em Massachusetts e mudou-se para Manhattan em 1978. Lá conheceu e virou amigo do diretor Jim Jarmusch e de Tom Waits (Daunbailó). Formou com seu irmão e outros músicos uma banda eclética de jazz chamada The Lounge Lizards. Ele é amigo do Flea (Michael Peter Balzary), o baixista do Red Hot Chilli Peppers. Foi muito amigo do Dennis Hopper. Também fez filmes com Wim Wenders e Martin Scorsese, entre outros.

Por volta de 2010 teve que desaparecer do mapa porque o pintor John Perry, uma das pessoas mais próximas a ele, enlouqueceu e começou a persegui-lo e ameaçá-lo.

Criou e protagonizou uma série para a TV chamada Fishing with John, na qual, sem saber pescar, foi pescar em diferentes partes do mundo com alguns dos amigos já mencionados; entre eles, o incomparável Willem Dafoe, com quem ele atuou em A última tentação de Cristo, de Scorsese, em 1988.

Lurie compôs e interpretou músicas para mais de vinte filmes e seriados de TV, incluindo a trilha sonora, indicada ao Grammy, de Get Shorty, filme dirigido por Barry Sonnenfeld. Ele até inventou um músico chamado Marvin Pontiac e fez um álbum a partir dele. Um pequeno resumo do músico imaginário: Pontiac nasceu em 1932 em Detroit, seu pai era de Mali e sua mãe de Nova York de origem judaica. Viveu em Bamaco, um lugar repleto de música africana, e depois foi para Chicago, onde conheceu a música americana. Ele compôs músicas diferentes, andou nu de bicicleta pelas ruas de Detroit, disse que tinha sido sequestrado por alienígenas, foi parar num hospício e morreu em 1977, atropelado por um ônibus. Tudo isso, é claro, segundo Lurie, que em 1999 lançou o álbum The Legendary Marvin Pontiac - Greatest Hits, pelo seu próprio selo fonográfico Strange & Beautiful Music. Mas, como já foi dito, Pontiac nunca existiu: tudo isso fazia parte dos jogos criativos de nosso artista multifacetado que agora pinta em uma ilha caribenha isolada.

Isso é apenas uma amostra da vida dele. John Lurie tem muitas histórias para contar! Neste ponto, quem pode se recusar a assistir a um show onde ele pinta e nos dá conselhos sobre como levar uma vida criativa?

Não perca Painting with John, uma série extremamente original, sem sombra de dúvidas, a partir de janeiro na HBO e HBO GO.

  • Copiar Enlace