Documentários sobre o Covid-19: A Pandemia em Primeira Pessoa

29/3 · Por HBO · Leitura de1 min.

Acompanhe os protagonistas dessas histórias pessoais comoventes que contam a devastação causada pela crise pandêmica.

O famoso conceito do “novo normal” se infiltrou nas nossas conversas diárias devido ao surto de COVID-19 que começou há mais de um ano. Este conceito foi criado para expressar as mudanças extraordinárias que tivemos que fazer em nossas vidas para nos adaptarmos a uma vida mais virtual e com menos contato presencial.

A pandemia do Coronavírus contribuiu para uma instabilidade global que as gerações mais novas desconheciam. De repente, o mundo parou e todos fomos forçados a parar com ele. Paramos de ir ao escritório e nossas interações diárias com a família, amigos e colegas de trabalho se transformaram. As férias planejadas e tudo que envolvesse a mobilidade ou o transporte desapareceram. De repente, a mesa da cozinha se tornou uma mesa improvisada de escritório, a sala de jantar foi convertida em uma sala de aula virtual para nossos filhos e nossos quartos viraram as novas academias. As reuniões diárias viraram videochamadas, e a viagem mais emocionante da semana foi ao supermercado. Achávamos que em alguns meses voltaríamos ao “velho normal”, mas mais de um ano se passou e o fim ainda parece distante... O “novo normal” veio para ficar.

A HBO lançará uma série de documentários que explorarão o efeito que o Coronavírus teve em nossa sociedade e como estamos lidando com esta situação para podermos seguir em frente, rumo ao futuro. Embora o centro dos documentários seja, obviamente, a pandemia causada pelo COVID-19, cada um trará uma perspectiva única, pessoal e intensa, colocando em evidência como mudamos desde o início da pandemia.

Diários da Covid, NYC

Este documentário terá como foco a vida de cinco jovens cineastas, entre 17 e 21 anos, que nesta situação excepcional viraram suas câmeras para si mesmos. Eles contarão as histórias de suas famílias durante a primeira onda da pandemia em Nova York, dividindo de forma corajosa suas experiências pessoais e o impacto que a pandemia teve sobre suas vidas. Um documentário, por vezes comovente, que revela as situações extremas que viveram milhões de famílias em todo o mundo:

  • The only way to live in Manhattan acompanhará Marcial Pilataxi, que mora com a avó e a quem ajuda todos os dias no trabalho. A avó de Pilataxi trabalha como gerente de manutenção. Assim, eles têm que lidar com o aumento da quantidade de lixo que os inquilinos jogam fora, devido ao aumento das horas que passam em casa. Da mesma forma, Marcial tenta manter uma vida social, enquanto a cidade que ele conhece começa a mudar e se tornar um cenário inseguro com os tumultos após o assassinato de George Floyd.
  • My COVID breakdown contará a história de Araceli Colón, que luta para manter sua saúde mental sob controle enquanto seu pai sai para trabalhar no Correio, todos os dias, em meio a uma pandemia que não para de se alastrar.
  • When my dad got COVID seguirá Camille Dianand, que está constantemente preocupada com seu pai, mecânico da MTA (Metropolitan Transportation Authority of New York). Depois que um colega falece de coronavírus, seu pai contrai o vírus e a família passa a enfrentar o medo da morte.
  • No escape from New York acompanhará Shane Fleming, que vê seus pais perderem seus respectivos empregos, deixando a família no limite econômico. As contas e dívidas aumentam e eles decidem fugir de Nova York fazendo uma viagem, mas seus problemas os seguem onde quer que eles vão.
  • Frontline Family contará a história de Arlet Guallpa, que, junto a sua família, vê uma ambulância chegar ao seu prédio para levar pessoas que morreram com o vírus. Apesar de seus temores, seus pais, um motorista de ônibus e uma assistente social, continuarão a trabalhar e tentarão superar sua ansiedade em relação a exposição de sua família ao vírus.

O Dia em que o Esporte Parou

Neste documentário, veremos como todos os esportes do mundo foram paralisados ​​em março de 2020 e as consequências disso. Antoine Fuqua, o premiado diretor de Dia de Treinamento e do documentário da HBO Qual É o Meu Nome: Muhammad Ali, explora tudo o que aconteceu após a paralisação de todos os esportes, bem como o compromisso social de alguns atletas que denunciaram as injustiças raciais que floresceram nos piores momentos da pandemia. Esse documentário também irá explorar o complicado retorno aos campos e contará com uma ampla gama de vozes e experiências para relatar como a pandemia “pausou” diversas carreiras, mas também mudou vidas de forma radical e surpreendente. O documentário será conduzido pela voz do jogador da NBA Chris Paul, que nos guiará através de diversas histórias, como a de uma estrela da NFL e do Super Bowl que se voluntariou para ajudar em emergências, bem como a de uma campeã do WNBA que decidiu não participar da temporada de jogos de 2020 para dar sua atenção aos protestos contra o racismo.

O Último Cruzeiro

Este fascinante novo documentário da HBO narrará o primeiro surto conhecido fora da China, no início da pandemia, que ocorreu a bordo do navio de cruzeiro Diamond Princess. O documentário se concentrará nas desigualdades de classe que foram expostas devido à falta de contenção do Coronavírus.

Esta seleção de documentários sobre a pandemia do Coronavírus servirá como um registro para as futuras gerações que desejarem descobrir e compreender a imensa pressão que a nossa sociedade tem sofrido desde o início da pandemia. Ainda não existem dados precisos ou concretos sobre as repercussões que a pandemia terá, mas as histórias compartilhadas por essas vozes corajosas são uma introdução poderosa das vivências de pessoas que passaram e lutaram contra a pandemia.

Não perca Diários da Covid, NYC, O Dia em que o Esporte Parou, y O Último Cruzeiro na HBO e HBO GO.

  • Copiar Enlace

Assine a HBO

Não fique de fora. Aproveite a programação do momento.

Eu quero HBO!