Foster: Adotados Pelo Sistema

22/8 · Por HBO · Leitura de4 min.

Um documentário que explora o mundo dos lares adotivos para crianças em situações familiares difíceis.

O documentário é produzido pela HBO e Deborah Oppenheimer sob a direção de Mark Jonathan Harris. Vale destacar que Harris e Oppenheimer ganharam um Oscar de melhor documentário em 2001 com Into the Arms of Strangers: Stories of the Kindertransport (Nos Braços de Estranhos, 2000). Um trabalho de investigação histórica narrado pela atriz Judi Dench que nos conta sobre a operação kindertransport. Graças a ela, cerca de dez mil crianças judias foram salvas do horror nazista ao serem enviadas para a Inglaterra e adotadas por famílias britânicas. 

Foster: Adotados pelo Sistema também entra num universo de crianças e famílias, mas desta vez em nossa época e em Los Angeles. O documentário, no entanto, não trata do mundo da adoção nem das instituições de retenção, mas, como já foi dito, de outra variação do sistema: o das casas que cuidam, durante um tempo, dessas crianças que tiveram que ser separadas de suas famílias biológicas.

Em geral, essas crianças são separadas por negligência (pais que usam drogas, por exemplo), abandono (crianças, sozinhas em casa, ou cuidadas por pessoas inadequadas) ou maltrato físico ou psicológico, entre outros motivos. Sem desconsiderar os motivos mencionados, tudo pode acontecer ao mesmo tempo.

Por lo general, estos niños son separados por causa de negligencia (padres que usan droga, por ejemplo), abandono (los niños, solos en la casa, o cuidados a destajo por personas no apropiadas) o mal trato físico o sicológico, entre otras razones. Sin quitar que de lo nombrado, todo puede darse al mismo tiempo.

Foster: Adotados pelo Sistema levou nada mais e nada menos que dez anos para ser produzido e, portanto, nos apresenta em profundidade o que está acontecendo dentro do sistema com os responsáveis pelo serviço social, as crianças e as próprias famílias biológicas e adotivas. 

    Nesta produção nós temos as assistentes sociais Jessica Chandler e Jacqueline Chun, que descrevem o seu trabalho como uma descida ao inferno ou como estar em uma guerra como parte do batalhão da marinha. Não é para menos, pois de acordo com os números, as agências de proteção infantil recebem quatro milhões de denúncias por ano.

Também vamos conhecer Raeanne, uma garota que, no momento do parto, fez um teste de cocaína e deu positivo. Chris, sua filha recém-nascida, é levada pelo pai, felizmente um rapaz responsável que não usa drogas. Raeanne, enquanto isso, lutará contra seu vício. Sem spoiler, mas a história é realmente devastadora.

Conheceremos Mary, uma garota que foi agredida e queimada por sua mãe viciada, e que, depois de muitos anos, finalmente está em um lar adotivo, onde ela aparentemente encontrou o afeto e as motivações que ela precisa.

Também nos é apresentado Earcylene Beavers, uma das mulheres inscritas no sistema de adoção familiar, mas que também tem quatro filhos adotivos (um deles é autista). Sua situação não é fácil; ela não é uma mulher com muitos recursos, mas sempre está trabalhando bastante. Ela dedica muito esforço para cuidar de seus filhos e daqueles que estão sob seus cuidados. Earcylene vem recebendo crianças há treze anos e é uma das mais ativas e requisitadas. Geralmente entregam a ela crianças muito pequenas que foram separadas de seus pais viciados, e inclusive ela já cuidou de dois bebês ao mesmo tempo. Denyshia, uma das meninas cuidadas pela Sra. Beavers dirá em algum momento: “Eu nunca pensei que fosse possível ser amada”.

Afinal, é disso que se trata: amor. Da segurança do amor familiar e do grande esforço que muitos dedicam para fazer com que alguém que não recebeu amor, cresça tendo-o e seja um adulto com lembranças de que foi amado e que, por sua vez, também possa fazer o mesmo.

Foster: Adotados pelo Sistema, uma grande obra, séria e verdadeira que você não pode deixar de assistir, apenas pela HBO e HBO GO.

  • Copiar Enlace

Assine a HBO

Não fique de fora. Aproveite a programação do momento.

Eu quero HBO!