A Mula

1/1 · Por HBO

Com A Mula, Clint Eastwood nos traz uma história muito particular, baseada na vida real, e retorna, de alguma forma, como um bom e durão cowboy que percorre as grandes estradas dos Estados Unidos.

Lembramos de Clint Eastwood quando jovem, usando um chapéu de abas largas, com um poncho de cowboy e montando um cavalo fazendo e desfazendo o mundo com práticas que, claramente, não estavam totalmente dentro da lei. Embora, sempre estivesse claro, o seu personagem não estava nem um pouco preocupado estar do lado do bem ou do mal, porque o essencial era sair vivo dos lances mortais que qualquer cavaleiro errante poderia encontrar em seu caminho através do oeste selvagem.

Aqueles eram os tempos em que o jovem Eastwood se tornaria o protagonista de vários filmes italianos dirigidos por Sergio Leone. Esses filmes, com produções baratas, acabariam se tornando magníficos clássicos do oeste, por sua dureza na trama e por suas excelentes performances.

            Desde então, Eastwood percorreu um longo caminho (de sucesso, cabe destacar). Ali está seu o memorável Harry, o Sujo, personagem do qual ele fez vários filmes. Há também sua carreira como diretor, na qual ele se destacou de forma brilhante. Nada mais no Oscar concorre para Melhor filme em 2005 por Million Dollar Baby e por Unforgiven em 1993. Graças a ambos e nos mesmos anos, ele obteve o Globo de Ouro de Melhor Diretor. Em 1998, a imprensa estrangeira concedeu a ele o prêmio Cecil B. DeMille em homenagem a sua carreira e, em 1996, o American Film Institute lhe prestou a mesma homenagem, dando-lhe o prêmio Life Achievement Award. Então, em 2009, Cannes lhe concedeu a maior honra com o Golden Palm, que lhe foi atribuído por toda uma carreira brilhante.

Eastwood não parou, de forma alguma, de fazer filmes do Velho Oeste, ou de cowboys, se assim preferir. Somente em 2018, aos oitenta e nove anos, ele retornou às estradas empoeiradas como um homem rude que age fora da lei, como um fora da lei contemporâneo, desta vez não mais a cavalo, mas a bordo de uma potente camionete em A Mula, filme realizado e dirigido por Eastwood que você pode desfrutar a partir deste mês na HBO e HBO GO.

A Mula nos conta a história de Earl Stone, um ex-veterano de guerra, pequeno empresário de horticultura, desapegado de sua família e bastante mal-humorado que um dia descobre que seu negócio quebrou devido ao surgimento de novas tecnologias em seu setor. Em uma dessas reviravoltas da vida, Earl acaba se envolvendo com uma organização ilegal de drogas mexicana. De que maneira? Bem, tornando-se uma mula de drogas pelas estradas dos Estados Unidos. Earl, americano, idoso e muito gentil e amigável, é perfeito para esse trabalho, porque ninguém suspeita dele; tanto que se torna o principal transportador para a organização, uma sombra inapreensível que dará muito trabalho para as autoridades.

A Mula é inspirado em uma história publicada pelo The New York Times intitulada “Uma mula de drogas de 90 anos na máfia de Sinaloa”. O verdadeiro personagem dessa crônica era um homem chamado Leo Earl Sharp, um veterano da Segunda Guerra que era de fato uma das mulas mais importantes da máfia de Sinaloa nos Estados Unidos.

A Mula é um filme simpático e tragicômico, montado com essa restrição e simplicidade sábia das obras dos mestres que passaram anos em seu trabalho. É leve e profundo ao mesmo tempo, rebelde e politicamente incorreto, complexo e nada superficial em sua trama.

Earl é, portanto, agradável, honrado e divertido em seu pórfiro sombrio, mas também às vezes patético, embaraçoso, impraticável e injustificável, um personagem magnífico cujas tonalidades morais não param de nos lembrar daquele cowboy duro de seus primeiros filmes, que está entre a redenção e a fronteira moral, entre sobreviver e continuar insistindo em permanecer digno dentro do possível e do seu jeito.

            Sim, Eastwood volta para as estradas, para cavalgar, para a luta pela sobrevivência, como um cowboy magnífico que, sem piedade, dispara balas de críticas à sociedade americana dos tempos atuais.

A Mula, não perca, na HBO e na HBO GO.

  • Copiar Enlace

Assine a HBO

Não fique de fora. Aproveite a programação do momento.

Eu quero HBO!