No Coração do Ouro - O Escândalo da Seleção Americana de Ginástica

1/1 · Por HBO

Todas as medalhas de ouro são inúteis, quando por trás disso, as campeãs são humilhadas e agredidas sexualmente.

Em julho, a HBO apresenta um documentário chocante: No Coração do Ouro - O Escândalo da Seleção Americana de Ginástica (2019). Um documentário que, além de mergulhar nas entranhas do monstro, procura escutar e estar ao lado de suas vítimas, pois este trabalho nos apresenta os depoimentos de uma representação das ginastas que foram abusadas sexualmente por Larry Nassar, médico oficial da Seleção Americana de Ginástica ao longo de pelo menos quatro Olimpíadas.

Nassar foi condenado entre 2017 e 2018 sob a acusação de posse de pornografia infantil e agressão sexual com sentenças que variam de sessenta a cento e vinte anos. Os casos pelos quais Nassar aceitou sua culpa nem sequer ocupam cinco por cento das mais de duzentas e cinquenta meninas e jovens que sofreram agressão sexual, assim como em um número esmagador de casos.

            Sim, este homem insuspeito, com cara de boa pessoa, esse homem que era próximo e amigo de todos, ninguém achava que ele fosse capaz de fazer isso. Este homem que tem até duas filhas, estava por trás desses crimes terríveis. O predador, comentam as vítimas, pode estar mais perto e ser mais íntimo do que as pessoas imaginam.

Este foi o caso de Larry Nassar, um homem do qual ninguém suspeitava, tanto que, quando algumas denúncias foram feitas, nenhuma delas foram levadas a sério; e só em agosto de 2016 (um ano antes do #MeToo) que a gravidade de suas ações passou a ser considerada.

A ex-ginasta, Rachael Denhollander, foi a primeira a denunciar, judicialmente, o médico. Além disso, ela expôs tudo o que aconteceu um mês depois no Indianapolis Star. Fez isso, mesmo às suas próprias custas. Denhollander acabou sendo praticamente expulsa de sua igreja e perdeu seus melhores amigos; foi o que ela escreveu em um artigo para o New York Times. Ela foi corajosa, porque sua decisão, não apenas para si mesma, serviu para que muitas outras vítimas criassem coragem e assim, finalmente, foi aberto julgamento contra Nassar.

No Coração do Ouro - O Escândalo da Seleção Americana de Ginástica, nos mostra o maior caso de abuso sexual na história dos esportes dos EUA. Erin Lee Carr, uma documentarista muito experiente que fez vários trabalhos notáveis baseados em mortes e depredações sexuais físicas ou através de redes sociais, expõe todo esse horror.

Um de seus trabalhos são: Thought Crimes: The Case of the Cannibal Cop (2015), documentário que explora o caso incomum do policial Gilberto Valle, que foi descoberto por sua esposa planejando através de um bate-papo na internet, sequestrá-la, assassiná-la e comê-la junto com outras mulheres; Mommy Dead and Dearest (2017), conta sobre o assassinato de Deedee Blanchard por sua filha, Gypsy Rose, que no final acabou sendo mais uma vítima da mãe que a sacrificaria sem piedade; ou I Love You, Now Die: The Commonwealth Vs. Michelle Carter (2019), trabalho que explora o suicídio do jovem de dezoito anos, Conrad Roy, através de uma troca de mensagens na qual a sua namorada o encoraja para se matar.

Com o No Coração do Ouro - O Escândalo da Seleção Americana de Ginástica, Erin Lee Carr, investiga uma história que afeta as vítimas, mas também aponta para instituições como a Universidade de Michigan (onde Nassar era médico e abusou de muitas garotas), a USA Gymnastics (a instituição encarregada de selecionar os ginastas que irão para as Olimpíadas e para os campeonatos mundiais), o Comitê Olímpico dos Estados Unidos, e outras tantas instituições públicas e privadas. Isto é, muitas vezes os casos foram descartados não só porque Nassar estava escondendo-se por trás de seu rosto de bom moço, mas também porque nenhum órgão queria manchar a sua reputação. O documentário mostra a negação generalizada, a inação e a supressão de informações que existiu há anos no âmbito institucional.

No Coração do Ouro - O Escândalo da Seleção Americana de Ginástica é um documentário difícil, com uma carga muito grande de justiça, amor e respeito pelas vítimas que se atreveram a levantar a voz quando entenderam que não são culpadas do que lhes aconteceu e que não há nada para se envergonhar. Todas as medalhas de ouro são inúteis, quando por trás disso, as campeãs são humilhadas e agredidas sexualmente.

No Coração do Ouro - O Escândalo da Seleção Americana de Ginástica, em julho, pela HBO e HBO GO.

  • Copiar Enlace

Assine a HBO

Não fique de fora. Aproveite a programação do momento.

Eu quero HBO!